Brasil é reintegrado ao Sistema de Monitoramento da IARU

20:48 Fernando Luiz de Souza 0 Comments





Desde outubro de 2012 a LABRE – Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão –
voltou a representar o Brasil no Sistema de Monitoramento da União Internacional de
Radioamadores (IARU-MS, International Amateur Radio Union – Monitoring System).
A missão é identificar os sinais invasores do espectro alocado ao Serviço de Radioamador,
compartilhar informações entre os monitores e estabelecer apoio mútuo internacional para solução
das interferências, em parceria com as administrações nacionais de telecomunicações.
Enquanto os grupos de trabalho em EMC (Electromagnetic Compatibilities) realizam
detecção, estudo e elaboração de legislação sobre a possível convivência entre diferentes
equipamentos (tanto de telecomunicações como não-telecomunicações), o IARU-MS é aplicado aos
conflitos mais diretos entre diferentes serviços de telecomunicações.
O Sistema de Monitoramento sempre obteve vitórias significativas. Em setembro último
foram noticiados os encerramentos das transmissões da Bangladesh Betar em 7105 kHz, sinais
CODAR em 14 MHz e radares franceses em 7, 14 e 21 MHz. No entanto, existem ainda desafios a
serem enfrentados, como transmissões piratas e guerras eletrônicas advindas de regiões em conflito
armado, gerando rádio interferências em bandas de amador.
O IARU-MS é exemplo de trabalho colaborativo iniciado pela Rádio Sociedade da Grã
Bretanha (RSGB – Radio Society of Great Britain) na década de 1950, chamado então de Intruders
Watch. Atualmente o sistema é formado por representantes das entidades–membro da IARU, por
voluntários locais e coordenadores para as regiões 1 (Europa e África), 2 (América) e 3 (Ásia e
Oceania). A LABRE já participou do IARU-MS no ano 2000 e agora retorna ao sistema, o
considerando uma das frentes a serem ativadas para a defesa espectral no Brasil.

0 comentários: